Serra da Piedade – Serra do Sabarabuçu
Atrativos de Minas Gerais

Serra da Piedade – Serra do Sabarabuçu

A Serra da Piedade já era conhecida desde o princípio do século XVII. Lourenço Castanho Taques é considerado o desbravador da região de Caeté, como consta em Carta Régia de 23 de março de 1664, pela descoberta dos “Sertões de Caeté”. Na verdade, a serra da Piedade é a mesma Serra do Sabarabuçu ou Serra Resplandescente e, portanto, está ligada às lendas das minas de prata, que desde final do século XVI excitaram os espíritos aventureiros que queriam crer que naquela latitude havia abundância de prata, a exemplo do que acontecia na Serra do Potosi, na Bolívia. No imaginário da época, podia se afigurar como constituída toda de Ouro ou Prata. Este mito confundiu-se mais tarde, à época do Bandeirismo, no século seguinte, com a Serra das Esmeraldas, alvo da afamada bandeira de Fernão Dias. Pela altitude e proeminente destaque no relevo, a Serra da Piedade no município de Caeté,  ganhou reputação regional como sendo essa montanha lendária.

A única construção histórica preservada hoje é a Capela de Nossa Senhora da Piedade, localizada no topo da serra, tendo sua construção sido iniciada por volta de 1704 e concluída por volta de 1770. Em 1817, o sábio francês Auguste de Saint-Hilaire visitou a serra da Piedade e lá passou vários dias. Observou que a igreja era cercada de edifícios onde moravam eremitas e romeiros.

Abriga hoje, o Observatório Astronômico da UFMG e os radares do CINDACTA, que monitoram os céus da região. O santuário de Nossa Senhora da Piedade, a padroeira do estado de Minas Gerais, é um local tradicional de romarias e está vinculado a muitas lendas. A Serra da Piedade é reconhecida pelo valor ambiental, com destacada beleza cênica e fitofisionomias endêmicas, como os campos rupestres, e o patrimônio histórico-cultural, chancelados por tombamentos do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (IEPHA) e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Pertencente à região metropolitana de Belo Horizonte, é um divisor de águas, contribuindo para a formação do Rio Doce. É a continuação da Serra do Curral e localiza-se no limite norte do Quadrilátero Ferrífero, sua altitude chega aos 1746 metros de altura, por isso os ventos são constantes na região, e durante o inverno é comum a formação de geada. O Monumento encontra-se, em parte, sobreposto ao Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade, cuja Ermida fora consagrada como Basílica em 2017. Além disso, sobrepõe também sobre outras áreas protegidas como duas APA’s municipais e uma RPPN. Pertence à Reserva da Biosfera da Serra do Espinhaço. Essa soma de fatores torna esta Unidade de Conservação como uma das mais visitadas em Minas Gerais.

Estrutura:
A sede administrativa do Monumento é conjugada com a do Parque Estadual Serra Verde. Esta Unidade de Conservação por se tratar de uma Unidade de Conservação da categoria Monumento Natural, permite a presença de propriedades particulares em seus limites. Um importante local de peregrinação e fé, patrimônio cultural, turístico e paisagístico de Minas Gerais. Existem, além do Santuário, outras muitas propriedades particulares inseridas, total ou parcialmente, nos limites da UC, exercendo diferentes tipos de uso do território. Desta forma, suas infraestruturas dependerão de cada propriedade. Dentre estas propriedades, algumas dispõe de atividades ao público como o próprio Santuário, hospedagem na Casa dos Peregrinos Dom Silvério e no Recanto Monsenhor Domingos, restaurante Dom João Resende Costa, cafeteria e lanchonete Padre Virgílio Resi, além de pousadas e sítios para aluguéis.

O que vê na região:

A Serra da Piedade é um famoso atrativo na região próxima a Belo Horizonte em função de sua paisagem e pela vista que proporciona a parir de seu topo. Devido a suas grandes altitudes, possui um clima frio característico e pode ser vista de grande parte da Região Metropolitana de Belo Horizonte. A formação da serra configura, em si, um monumento geológico e geomorfológico dos mais importantes do Quadrilátero Ferrífero. Aliada a esta geodiversidade, apresenta, também, rica biodiversidade com vegetação de diferentes tipos como cerrado, mata atlântica e o endêmico campo rupestre ferruginoso. Sendo assim, belíssimo local de contemplação, passeios familiares e peregrinações.

Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade – Padroeira de Minas
O Santuário Basílica tem o acesso asfaltado e toda a sua estrutura revitalizada para acolher bem os visitantes: Cafeteria e Lanchonete (Espaço Padre Virgílio Resi), Praça de Alimentação, Restaurante (Espaço Dom João Resende Costa), estacionamento e a Casa dos Peregrinos Dom Silvério, ambiente especial para orações, meditações e seminários. A Basílica da Piedade, Ermida da Padroeira de Minas, foi começou a ser construída em 1767 por Antônio da Silva Bracarena e Manuel Coelho Santiago, após receberem licença para construir uma capela com a invocação de Nossa Senhora da Piedade, no alto da então denominada Serra do Caeté. Na Ermida encontra-se a imagem de Nossa Senhora da Piedade, padroeira de Minas Gerais, atribuída a Aleijadinho. Em 2017, recebeu do Papa Francisco o título de Basílica da Piedade, a menor basílica do mundo.

Recanto Monsenhor Domingos – Instituto São Luís
O Recanto Monsenhor Domingos – Instituto São Luís – é um ambiente agradável, tranquilo, completo, ideal para os que buscam um contato direto com o belo e o sagrado. Visitar o Recanto Monsenhor Domingos é conhecer mais sobre a história de Minas e integrar-se à natureza. O recanto oferece serviços de pousada, restaurante aberto ao público nos finais de semana, Casa de Retiro, espaços para locação de eventos, Memorial Irmã Benigna, atividades de lazer como trilhas, fazenda e passeios.

Observatório Astronômico Frei Rosário
O Observatório Astronômico Frei Rosário, mantido pela Universidade Federal de Minas Gerais, oferece aos visitantes equipamentos especiais para conhecer mais de perto a astronomia. O observatório está no topo da serra dentro da área do Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade. Pode ser visitado através de agendamento direto com a UFMG.

Clique aqui e veja algumas fotos da Serra da Piedade

Clique aqui e veja uma opção de passeio para a Serra da Piedade

Mais informações, entre em contato comigo.

Um abraço,
Helder Primo – Guia de Turismo
(31) 968499839 / 99434-8142 (Whatsapp)
guiadeturismo@helderprimo.com.br

Dicas

Artigos Relacionados

Sabará, Caeté e Serra da Piedade

Vilas de Ouro Preto – Estrada Real

Resplendor / MG (Trem e Bike)

Igreja Matriz de Nossa Senhora do Bom Sucesso – Caeté / MG

Terra da Dona Beja – Araxá

DEIXE UM COMENTÁRIO