Terra da Dona Beja – Araxá
Atrativos de Minas Gerais

Terra da Dona Beja – Araxá

Araxá é a cidade mais antiga de todo o Sertão da Farinha Podre, isto é, todo o Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. Em 1795, teve a construção da primeira Igreja Matriz de São Domingos por Alexandre Gondin, que teve suas obras concluídas em 1800. A edificação da Igreja de São Sebastião, por José Pereira Bom Jardim, ocorreu em 1820. Em 1830, Araxá se declara independente de Paracatu, constitui sua câmara e elege seu primeiro presidente, Mariano de Ávila. E em 19 de dezembro de 1865, a Lei Provincial nº 1259 eleva a Vila de São Domingos de Araxá a categoria de cidade. Em 1915 foi criada a Prefeitura.

O nome Araxá é um nome indígena que significa ‘Um lugar onde primeiro se avista o sol’. Araxá era uma pequena tribo aculturada, que foi aldeada nas margens do Rio Grande para tentar dar proteção aos passantes. As ameaças eram os índios caiapós que habitavam a região. Em nove anos a indefesa tribo Araxá foi dizimada e extinta pelos caiapós.

Atrativos de Araxá:

Complexo do Barreiro
O Complexo do Barreiro é uma das principais atrações de Araxá. A 5km de distância do centro da cidade, o lugar tem diversas opções de turismo e lazer: as Termas, interligadas ao Tauá Grande Hotel e Termas de Araxá, são famosas por seu uso em tratamentos de spa e beleza; a Fonte Dona Beja, cuja água também é objeto de desejo de tratamentos para a pele, leva esse nome em homenagem a Dona Beja, personalidade conhecida por sua beleza; as Ruínas do Hotel Rádio, que já hospedou pessoas como Santos Dumont e Getúlio Vargas, também fica dentro do complexo, que oferece muitas outras coisas para fazer e visitar.
Rua Águas do Araxá, s/n – Barreiro.

Museu Calmon Barreto
Calmon Barreto foi um artista da cidade que fazia desenhos, pinturas e esculturas retratando a história de Araxá. O museu tem cerca de 300 itens de sua autoria e é o museu com maior número de obras de um mesmo artista no Brasil.
Ria Franklin de Castro, 160 – Centro.

Memorial de Araxá
O museu abriga objetos pessoais, instrumentos musicais, quadros e livros de 180 pessoas que contribuíram para a história de Araxá. Ele funciona dentro de um casarão construído no século XIX.
Avenida Antonio Carlos, 16 – Centro.

Paróquia Matriz de São Domingos
Começou a ser construída em 1911, mas só ficou pronta em 1948 depois de muitas alterações em sua estrutura. É uma homenagem a São Domingos de Gusmão, padroeiro de Araxá.
Praça São Domingos, s/n – Centro.

Fábrica de doces Dona Joaninha
Araxá é bastante conhecida por seus doces tradicionais. A loja Dona Joaninha, onde fica a fábrica, atrai muitos turistas pela variedade dos sabores com doces de ambrosia, ameixinhas de queijo em calda e queijos artesanais, além de produtos para cuidados com a pele. De segunda a sexta, é possível visitar a fábrica e ver os doces sendo feitos.
Rua Rio Branco, 318 – Centro – Araxá, MG

Parque do Cristo
No alto de Santa Rita, você encontra uma praça com uma estátua do Cristo Redentor e uma bela vista da região. O lugar foi construído como uma área de lazer para os habitantes, mas acabou se tornando um ponto turístico por ser um bom lugar para passar uma tarde, fazer um piquenique e tirar fotos.
Rua Washington Barcelos, s/n – Micro Distrito Santa Rita.

A cidade conta com uma boa rede hoteleira, ótimos restaurantes e um comércio bem diversificado. Para quem curte caminhar, correr e praticar atividades ao ar livre, Araxá tem várias praças, pistas para caminhadas e existe muitas trilhas para quem gosta de fazer trilhas de Bicicleta.

Clique aqui e veja algumas fotos de Araxá

Precisando de um Guia de Turismo para conhecer Araxá, conte comigo.

Helder Primo

Dicas

Artigos Relacionados

Sabará, Caeté e Serra da Piedade

Vilas de Ouro Preto – Estrada Real

Resplendor / MG (Trem e Bike)

Igreja Matriz de Nossa Senhora do Bom Sucesso – Caeté / MG

Serra da Piedade – Serra do Sabarabuçu

DEIXE UM COMENTÁRIO